Professoras da UCPel falam sobre racismo estrutural em São Gabriel


918  27 de junho de 2019

As docentes da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), Cristine Ribeiro e Carla Ávila, participam de debate sobre questões da mulher negra e do racismo estrutural na cidade de São Gabriel. Desenvolvida por núcleos do Conselho Regional de Serviço Social do Estado (Nucress/RS), a atividade começou em maio em alusão ao Dia do Assistente Social, que neste ano trabalha o tema ‘Se cortam direitos, quem é preta e pobre sente primeiro’.

O próximo encontro, marcado para o dia 27 de julho, contará com a participação da professora Carla Ávila. Na UCPel, ela coordena o Projeto de Extensão Relações Étnico-Raciais e atualmente também desenvolve pesquisas nessa área em seu doutorado.  

A primeira participação da UCPel no evento ocorreu no dia 15 de maio. A coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisa (GEP) em Questão Agrária Urbana e Ambiental – Observatório Conflitos da Cidade, Cristine Ribeiro, abordou questões ligadas à intervenção profissional. “Busquei estabelecer um diálogo com os assistentes sociais para que eles pensem sobre a interação com a população periférica e do compromisso ético nesse processo”, explicou.

O GEP em Questão Agrária Urbana e Ambiental – Observatório Conflitos da Cidade é vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Política Social e Direitos Humanos (PPGPSDH/UCPel) e ao curso de Serviço Social da UCPel, que conta ainda com a atuação do Projeto de Extensão Relações Étnico-Raciais.

 

Redação: Karina Kruschardt

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*